12 de janeiro de 2017 Por
3 Em Áustria/ Delicias do paladar/ Europa/ Viagens/ Viena

Dicas de doces e salgados para comer na Áustria

Olá Pessoal!

A Daniela Bispo autora do site Comer e Coçar é só começar me  convidou pra participar da série Comilões pelo Mundo e eu apresentei um pouquinho das comidas na Áustria. Vamos lá?

Uma das coisas mais interessantes de se viajar é a possibilidade de aprender sobre outros sabores e cheiros. Costumo dizer que uma das melhores maneiras de se conhecer uma cultura é através da sua culinária.

Logo que vim morar em Viena, capital da Áustria, tive muita dificuldade em adaptar o meu paladar à comida local. Achei tudo muito diferente e, apesar de já ter me adaptado, considero ainda bem pesadas as refeições.

Para dividir um pouquinho desse universo, selecionei alguns dos meus pratos prediletos. Uma coisa bem interessante por aqui é que geralmente os pratos servidos são grandes e, muitas vezes, apesar de serem indicados para uma pessoa, duas podem comer tranquilamente. Então, na hora de fazer seu pedido, dê sempre uma olhadinha na mesa ao lado, para ver o tamanho das porções servidas.

Vindo a Viena, inclua no seu roteiro gastronômico as seguintes delícias do paladar.

Comidas salgadas

Salsicha – Quando se pensa em salsicha sempre se pensa na Alemanha, certo? Mas, na minha opinião, as salsichas austríacas são as melhores. E elas são bem diferentes da nossa no Brasil.

Pra mim, uma das melhores salsichas do mundo é a Käsekrainer, que foi inventada em 1971, e é feita de carne de porco.

Agora você pode salivar, pois ela é recheada com queijo, que, ao ser cozido, derrete. Pense nessa delícia!!!!

Há duas formas de se comer a salsicha. Uma no formato de hotdog, quando ela vai inteirinha dentro de um pão seco bem comprido, mas, às vezes, o pão deixa a desejar.

A outra forma é servida de um jeito mais fácil de comer, pois a salsicha é cortada em pedaços, acompanhada de pão preto e servida com mostarda adocicada. E é muito fácil de achar salsichas por aqui.

Onde comprar? Nas barraquinhas de salsichas espalhadas pela cidade, chamadas de Würstelstand.

Schnitzel – Essa é, sem dúvida, a comida preferida de muitas crianças e adultos. Podemos traduzir como um bife à milanesa, feito com vitelo, carne de porco ou frango, porém é bem fininho.

Geralmente o acompanhamento é feito com salada de batatas cozidas, com um pouquinho de vinagre, cebola, cebolinha e rodelas de limão; outra opção é servir o prato com batatas fritas ou salada.

Picanha – Normalmente associamos a picanha à deliciosa carne de churrasco, porém na Áustria se come a carne cozida, chamada deTafelpitz.

Nos restaurantes mais tradicionais há um ritual para se deliciar. A carne é cozida numa sopa de verduras que se toma logo no início da refeição.

Depois da sopa, a carne é servida com três molhos: um feito de raiz-forte com maçã ralada (Apfelkren), outro feito de uma espécie de creme de leite e iogurte com cebolinha picada (Schnittlauchsauce) e um molhinho de pãozinho (Semmelkren).

E, para acompanhar, são servidas batatas tostadas e um creme de espinafre delicioso.

Carne de Veado e Javali – Aqui se costuma comer muita carne de veado ou javali, especialmente no outono e no inverno. Os pratos são super bem feitos e servidos com maçã ou pêra cozidas e são uma especialidade da culinária austríaca.

Doces e sobremesas

Sachertorte – o bolo de chocolate com uma camada fininha de geléia de damasco é a grande sensação por aqui mas, infelizmente, vou derrubar um mito de Viena, e discordar. Eu não gosto da torta famosinha, pois a acho um pouco seca. E olha que sou uma formiguinha e adoro doce, mas essa torta não me agrada.

Apfelstrudel – Outro doce bem tradicional por aqui é a torta de maçã, que é geralmente muito bem feita. Não tem erro, você encontra em muitos restaurantes.

Agora, tem um doce super gostoso no restaurante Lugeck. Lá servem o Zimtschnecken-Scheiterhaufen mit vanielleeis.

Calma, que vou traduzir. A sobremesa é feita com três porções: torta quente de maçã com canela e suspiro por cima, ao lado uma pequena geléia de maçã acompanhada por sorvete de baunilha. Ganhou meu coração e paladar.

 

Eis-Marillenknödel – Meu sorvete predileto em Viena! Esse nome estranho quer dizer apenas que é uma bola de sorvete de baunilha cremoso e, por dentro, pedaços de damasco.

O sorvete é único e vendido apenas em uma sorveteria da cidade. Você pode consumir lá mesmo, ou levar para casa e congelar.

A loja se chama Tichy e fica longe do centro, mas vale ir até lá para ter a experiência.

O ambiente nos lembra dos filmes dos anos 50, com atendentes vestidas com uniforme listrado vermelho e branco e, na cabeça, usam um chapéu no formato de barquinho. Muito interessante!

Dicas importantes!

Levar para casa – Como as porções são grandes por aqui, caso você não tenha consumido toda a comida, pode levar o que sobrou para casa, sem a menor cerimônia.

Especialmente se você for a um Heuriger, que é um tipo de restaurante típico, onde é servido o vinho da casa e comida tradicional, ou, ainda, a um restaurante mais simples. A regra não serve para restaurantes sofisticados.

Na hora de pagar a conta – Uma dúvida que sempre surge na hora de pagar a conta é sobre a taxa de serviço.

Aqui não é cobrada a taxa de serviço, mas se você aprovou o atendimento, deixe uma gorjeta de 10% ou arredonde o preço, pois, assim, além de facilitar o troco, ainda contribui com o salário do garçom.

Outra coisa que eu adoro na Áustria é que, na hora de pagar a conta, você pode optar se a forma de pagamento será conjunta ou separada. Ou seja, se você falar para o garçom que quer pagar a conta separadamente, ele vai calcular a sua parte e, assim, vai cobrando individualmente das pessoas na mesa, o que simplifica muito, principalmente quando se está num grupo grande.

Bom vou ficando por aqui e espero que tenha gostado das dicas.

Voltarei depois com outras especialidades.

Abraços

Kely

O conteúdo desse post foi uma reprodução do site:  Comer e Coçar é só começar

 

kely Pelo Mundo

Veja também

3 Comentários

  • Reply
    Iana Leite Martins
    12 de janeiro de 2017 at 12:02 pm

    Nham nham. Delícia, essa parte também é uma curtição. Gostei muito quando fui à Viena. É realmente uma comida mais forte pra nosso costume. Beijos carinhosos.

  • Reply
    Lidiane
    20 de fevereiro de 2017 at 5:44 pm

    Nossa, adorei as dicas ! Adoro experimentar os sabores da culinária local ! Já ansiosa para provar tudo ! Bjs.

    • Reply
      Kely Martins Bauer
      21 de fevereiro de 2017 at 10:10 am

      Adoro as comidinhas daqui. Tem muita coisa legal.
      Beijos

    Deixe um comentário