31 de março de 2019 Por
0 Em Delicias do paladar/ Viagens

Shiki – Um autêntico restaurante japonês em Viena

 

Esse belíssimo vaso fica em cima de um piano. A composição eh bem interessante

Se você quer ter uma experiência gastronômica japonesa incrível  em Viena eu te indico o restaurante Shiki. O nome do restaurante traduzido tem dois significados 4 estações e maestro. A combinação perfeita para um estabelecimento que alem de alterar seu cardápio a cada estação do ano, faz alusão a música de Vivaldi e isso tudo não eh por um acaso, uma vez que  o proprietário eh o  renomado maestro japonês Joji Hattori, que morou em Viena na sua infância e adolescência e em 2011 retornou a cidade para administrar o restaurante.

Com uma cozinha japonesa autêntica e contemporânea levando leves toques europeus, o estabelecimento apresenta serviço sofisticado inclusive com uma estrelinha Michelin.

Vale ressaltar que apesar da leve influencia européia na composição dos pratos, não é oferecido aos clientes pães. Pelo menos na Áustria as pessoas gostam muito de saborear um pão no inicio das experiências gastronômicas. Eu particularmente dispenso e prefiro aproveitar as especialidades.

A primeira vez que estive no restaurante foi  há 4 anos na inauguração. Depois estive no Bar-Braserrie.

Lá você pode degustar uma variação de pratos a La Carte num ambiente bem descontraído.

Agora se você quer uma experiência mais tranqüila num ambiente mais formal, te indico o restaurante com o Fine Dining que oferece uma degustação de 5 ou 7 pratos.

O ambiente é mais sombrio e bem agradável. As mesas são distantes mantendo a discrição na conversa. Agora se prepare, cada prato é uma experiência única. O cardápio muda de acordo com as estações do ano. E dessa vez experimentamos a primavera.

Pegamos o Menu de 7 pratos sem vinho para acompanhamento e ficamos cerca de 4 horas,  foi uma experiência deliciosa.

Logo no inicio tive o privilegio de ter uma experiência completamente nova. Nos foi servido ingredientes para montar o Sushi. Eu achei maravilhoso a sensação de preparar o meu próprio sushi.

Nas fotos abaixo coloco a descrição de cada prato. É  valido também informar que este Post não é publicidade, é apenas uma experiência pessoal e sem vinculo com o restaurante.

Espero que goste da dica e se você estiver por lá deixe seus comentários.

As fotos foram tiradas por mim durante a degustação.

Adorei o formato das facas que lembram espadas de samurais. Quanto aos paus de madeira, o restaurante pede que se utilize apenas o par durante jantar para evitar produção de lixo.

 

Parte do ambiente com folhas nos dando impressão de estar em contato com a natureza.

 

Amuse Bouche, aquela entradinha de boas vindas da cozinha. Uma criação especial da SHIKI, ARROZ KOSHI HIKARI COZINHADO COM FOLHAS DE NORI PREMIUM EXCLUSIVO, NORIALGEN-TSUKUDANI E TARTAR do dia

TATAKI DO BIO-DUCK * Peito de Pato de que viveu na montanha com Yuzu miso creme e uma variação de Daikon Tsukemono (não me pergunte o que eh, mas tava maravilhoso)

 

CAMARÃO DE TIGRE PRETO camarão de mangue curado com camarão malto, maki isento de arroz da Califórnia, pepino marinado, nori chip, alface frisada, gel ponzu, molho de wasabi e óleo de rabanete

SHIHI-STYLE SUSHI CONTEMPORÂNEO * com wasab ralado na hora

BANHO DE PORCO ORGÂNICO E CALAMARI Três do porco Turopolje do Waldviertel, região austríaca, com lula frita estilo Matsukasa e calamaritempura, shishito, yuzukosho e um molho “sepia-yaki” da casa

WILDFANG-REINANKE FRITADO * do Lago Millstatt, com edamame, mangetout, lascas de peixe caseiro, su-miso e bonito de ervilha dashi dfgo – com lacticínios sem lactose

TRÊS RIND * Ribeyetranche grelhado da Weiderind seca austríaca e backerl estufado com cubo Wagyu-Tatar, molho Choron com Wagyufett e espargos brancos

Iourgurt com frutas selvagens

RHINOCLAR e VANILLA * Parfait de miso de baunilha com ruibarbo refogado e mousse de ruibarbo, morango tapioca e morango azuki bean mochi

kely Pelo Mundo

Veja também

Comentários

Deixe um comentário