21 de outubro de 2015 Por
2 Em Europa/ Reflexões/ Viagens/ Viena

Os perrengues de uma viagem pela Grã-Bretanha

Oi gente linda!!!

Estava com saudade!

Desculpem-me o sumiço, mas é que este mês eu cometi uma loucurinha. Dessas que a vida proporciona e a gente diz sim, feliz da vida.

Então, depois de 4 dias na Itália, fui logo em seguida pra Rússia passar 5 dias e, como sou viciada em viajar, resolvi terminar as viagens do ano fazendo um mini tour no Reino Unido. Olha a foto do resumo. Preste atenção na última do lado direito hahahaha. A amiga tirou sem eu ver!!!

IMG_4620

Diferente da Rússia e da Itália, o objetivo da vez foi “turistar” de forma mais simples. E no plano estava incluído visitar uma amiga e minha prima queridas, além de exercitar o inglês.

Essa mini-viagem durou 10 dias, passando por 4 países e 9 cidades. Peguei 5 voos, andei em 7 ônibus, dormi em 5 lugares diferentes. Os passeios de carro duraram 10 horas. Cansei? Imagina!! Dormir pra quê?

Foi uma viagem bem diferente. Passei alguns perrengues, mas me diverti e aprendi lições com eles.

Acho que nunca viajei tanto tempo fazendo conexões dentro da Europa em um único dia. Isso porque tenho medinho de viajar de avião né? Imagina se eu gostasse. Rs.

Meu tour pelo Reino Unido começou pela Eslovênia. Logo de manhã, peguei um ônibus para o aeroporto de Bratislava. Fui pela primeira vez à rodoviária de Viena e me deparei com um ônibus com o nome no mínimo curioso, por sorte não era o meu. Com o nome Fudeks, fiquei com medo de ser algum sinal dos deuses pelo futuro próximo.

IMG_2464

 

Depois de 1:40 cheguei ao pequeno aeroporto, me disseram que parecia uma rodoviária, mas como sou metida a chic, para mim parece mais como um hangar de voos privados. Rs. É sério, tem até free shop. Rs.

Comprei uma passagem mais baratex, que só me dava o direito a levar uma mala de mão, com o máximo de 10 kg. Claro que ultrapassei e levei 12 kg.

Na hora do embarque me perguntaram se minha mala poderia ir no bagageiro, sem custo adicional, pois não haveria espaço, já que eu era a última a entrar na aeronave. Nem discuti pois, se implicassem, veriam que o peso fugia dos padrões e eu teria que pagar.

Depois de 3 horas de voo, cheguei no aeroporto de Dublin e, depois de uns 15 minutos andando por um longo corredor, percebi que esqueci meu xale na aeronave… Saio correndo, literalmente, como louca e não consegui voltar pro avião… Pedi por informações e logo fui parar no guichê de achados e perdidos… Meu xale chegou 20 min depois e eu morri de felicidade, afinal dos 74 xales que tenho, esse é um dos queridinhos do inverno.
E lá fui eu passar pelo controle de passaporte de novo.

Ah!!! Pela 1a. vez na vida a fila de controle de passaporte era a menor de todas, afinal tive que pegar a fila de não cidadão europeu. Valeu passaporte brasuca I love you!

Subo uma escada rolante, faço check-in e controle de passaporte de novo e em seguida fui passear pelo aeroporto, pois o próximo voo sairia 3 horas depois.

Adoro o mundo das lojas lindas e iluminadas. Pela primeira vez vi, dentro do Duty-free, padaria e supermercados com preços normais e não o assalto que geralmente é cobrado em aeroportos. Fora isso, você mesmo passa suas compras na máquina de leitura e faz o pagamento, tudo super rápido e tecnológico. Depois descobri que quase todos os supermercados dos países que viajei tem esse sistema. Mas onde eu moro ainda não vi essa tecnologia.

máquinas Comprei um sanduba e uma coca, sentei feliz para esperar mais duas horas. Nisso, abro a garrafa de plástico e a coca explode derramando tudo… Por sorte, sempre tenho no bolso da jaqueta um pacotinho de lenço de papel, o que ajudou um pouco, mas o cara gatinho do lado foi super gentil, se ofereceu pra pegar guardanapo e eu, com aquela cara de ops!!! Peço desculpas e agradeço a gentileza …E foram felizes para sempre. Rs rs brincadeira! Brincadeira!

Agradeci e nem dei papo, logo fui procurar por internet e, que diga-se de passagem, o acesso também foi excelente, sem complicação, sem formulário para preencher e ilimitado. Super aprovado.

Parti para o terceiro voo do dia!!! Sem muitos problemas, uma hora depois cheguei em Edimburgo, na Escócia.
Comprei o ticket do ônibus do aeroporto para o centro da cidade e achei meu Hostel. Adorei. Os detalhes do meu dia na cidade contarei depois. .
No dia seguinte, à noite, minha prima me pegou e fomos de carro, 1:30 pra casa dela em Dundee. (depois coloco outro post pelo nosso dia turístico do domingo).

Na segunda fui para Glasgow com ela de carro, pra visitar a cidade. Usei o ônibus de turismo Hop On – Hop Off por duas horas. Tive uma breve visão da cidade e parti rumo a Edimburgo de ônibus expresso.

Valeu! Foi uma viagem tranquila e sai direto no aeroporto. Passei a primeira raiva da viagem. Somente na Inglaterra eles exigem que seus líquidos entrem num maldito saquinho micro. A regra é antiga, mas todos os aeroportos do mundo em que eu estive, o pessoal permitia que você colocasse os produtos à mostra e cada frasco com o máximo de 100 ml, somando um total de um litro.

Não consegui enfiar todos os meus mini frascos, isso contando base e creme de mão na micro sacolinha. E lá fui eu despachar a mala e pagar 32 libras. Ui. quase o preço da passagem baratex.

Consegui embarcar e fui para a Inglaterra encontrar com uma amiga da época que eu dançava na igreja. Foram dois dias intensos, lindos, e vou postar tudinho, pois ela mora fora de Londres e passei por experiências sensacionais que merecem ser compartilhadas.

Da Inglaterra consegui ir para a Irlanda, também tive que pagar o despacho da mala extra por que o homenzinho do controle não permitiu que eu levasse dois saquinhos de cosméticos. Aprendi a lição de vez, cosmético pro rumo da Grã-Bretanha só despachado na mala. Tomei mais um prejuízo de 30 libras.

Cheguei em Dublin à noite e fui direto para um hostel. Estava tão cansada que fui direto dormir, não tive coragem de visitar o melhor pub que ficava literalmente ao lado, mas dormir nesse momento foi mais importante, pois a programação intensa de Dublin se iniciaria às 8 da matina da quinta-feira e terminaria só na segunda-feira, em Viena, no final da noite. Depois relato todos os detalhes, inclusive os perrengues dos últimos dias.

Aguarde!

Beijinhos e até semana que vem

 

O conteúdo desse Blog pode ser reproduzido, desde que a fonte http://www.femmevolatil.com seja indicada.

Texto e fotos: Kely Martins Bauer

Revisão: Maria Lucia Castelo Branco

 

kely Pelo Mundo

Veja também

2 Comentários

  • Reply
    Adriana Nascimento Luiz
    23 de outubro de 2015 at 8:20 pm

    Adoro ler o que vc escreve Kely!! O nome deste ônibus vai ficar na estória. Bjs

  • Deixe um comentário