9 de novembro de 2014 Por
4 Em Reflexões

Doce Novembro – Parte 1/2

 

IMG_2094

Novembro é um mês frio e cinzento em Viena, mas este ano está diferente. Temos dias lindamente ensolarados. Eu particularmente, sou suspeita, pois qualquer raio de sol me alegra.

O penúltimo mês do ano, sempre tem um toque especial no calendário, por alguns motivos; primeiro porque está chegando o final do ano e a gente começa a repensar um monte de coisa na vida; depois por ser um mês que a gente vê o inverno chegando quase que a galope; e por último e talvez o mais importante na minha vida, porque foi exatamente nesta época que tudo mudou, pra sempre, vindo pra cá a primeira vez; ou seja onde tudo começou.

Como a vida é feita de fases, nada melhor do que se inspirar. Afinal sem amor nada vale a pena!

Não se assustem, os textos são poesias um pouco mais intensas e como todo amor é brega ai vai minha contribuição. 🙂

Cada post terá dois poemas e algumas fotos que tirei com uma folha que estava já no chão, ou seja já havia sido arranca pelo vento.

Vento esse, que é bem presente e forte nesta época do ano e às vezes dói no corpo e na alma.

Vamos lá!

IMG_2138

Cores

Eu só sei falar das cores que você me trouxe num dia cinzento e frio. Do seu toque no meu corpo que, lentamente enquanto aquecia meu coração, curava a minha alma. Eu desejei por horas segurar o tempo e eternizar todos os seus movimentos. Lentamente a noite chegou, mas por ser outono ainda era cedo, e nós continuávamos ali, como dois em um, suprindo em nós mesmos todos os nossos desejos. Foram horas que passaram como um minuto, trazendo vagarosamente os primeiros raios de sol que iluminavam meu corpo rente ao seu. Meus cabelos se enrolavam tomando conta de tudo que era só seu. Minha mente se esvaziava e se enchia como movimentos involuntários que tocavam intensamente meu EU. Por horas eu dancei ao som da sua respiração que soava com uma das minhas mais belas canções. Adormeci! E tudo se acalmou deixando em si apenas uma suave lembrança que nunca poderá ser levada ao vento.

 

IMG_1902

Tudo a nosso respeito!

Eu quero ver um filme diferente. Encostar nos teus braços, me apoiar no seu peito e lentamente me deixar escorregar por suas mãos. Quero ouvir teu beijo afoito lançando abruptamente o desejo. Quero descansar nos teus abraços, relaxar e te tocar com meus (an)seios. Quero ir além e deixar você vir tocando tudo aqui dentro! Te sussurrar nossas cantigas e balançar meus cabelos encaracolados sobre teu peito, misturando TUDO a nosso (res)peito. Vem com seu olhar como favo de mel, me embalar nos teus braços e nos deixar sonhar por mais uma noite nesse nosso casamento perfeito.

IMG_1983

Texto: Kely Martins Bauer / Revisão: Cinthia Stylianou

O conteúdo desse Blog pode ser reproduzido, desde que a fonte http://www.femmevoltatil.com seja indicada.

Imagens: Kely Martins Bauer 

 

kely Pelo Mundo

Veja também

4 Comentários

  • Reply
    Salima Maia Oliveira
    9 de novembro de 2014 at 4:35 pm

    Querida Kely…. Lindo Doce Novembro… Me vi em Viena atraves dos seus comentarios… 🙏👏

  • Reply
    Iana Leite Martins
    10 de novembro de 2014 at 11:02 am

    Que doçura mesmo esse novembro. Realmente é um momento de nos reavaliar para nos prepararmos para o ano que vem. Nada melhor que fazer isso com poesia.
    Belo.
    Parabéns!

  • Reply
    Doce novembro parte 2/2 | Femme volátil
    12 de novembro de 2014 at 8:04 am

    […] prometido no post anterior vamos a mais dois textos […]

  • Deixe um comentário