31 de agosto de 2014 Por
0 Em Reflexões

Detalhes que falam 2/3

📰📰📰📰📰📰📰📰📰

Dando continuidade ao post anterior vou compartilhar outros detalhes sobre a confiança na Áustria

Aqui domingo é sagrado!

O comércio não abre e os poucos estabelecimentos que funcionam nesse dia, a hora paga é mais cara.

Como domingo é dia de lazer e a leitura faz parte da tradição vienense, jornal aqui é fundamental nesse dia. Mesmo com toda a tecnologia, as pessoas ainda gostam do impresso.

Com os serviços caros, apenas algumas bancas de jornais nas estações de trem e aeroportos ficam abertas no domingo.

Pra quem gosta de comodidade e tem uma assinatura de jornal, pode receber seu exemplar em casa, mas caso não seja assinante e queira uma edição pode ir vai a um poste perto de você e adquirir seu exemplar.

Soa estranho, mas é assim mesmo.

Os jornais ficam dentro de uma bolsa de plástico pendurados no poste; faça chuva, sol, neve ou até mesmo tempestade.

Lá você deve depositar num cofrinho o valor e pegar seu jornal.

Ninguém te controla e não existe nada travando a bolsa.

Os distribuidores confiam que você vai fazer a sua parte e comprará o jornal normalmente.  É claro que você pode pegar sem pagar, mas ai entra a consciência e o civismo de cada um.

Agora outra coisa interessante é que se há um feriado na segunda-feira, não há nenhum jornal impresso nesse dia, até agora não entendi a lógica, mas segundo meu marido que é austríaco, diz que as pessoas também precisam de feriado prolongado e isso basta.  Afinal o Domingo é sagrado! Rs.

Eu particularmente gosto dessa mentalidade provinciana, pois desacelera a vida um pouco!!!⌛️⌛️⌛️

💐💐💐💐💐💐🌻🌻🌻🌻🌻🌹🌹🌸🌸🌸🌸🌸🌹🌹🌹🌹🌹🌺🌺🌺

Pra não dizer que não falei das flores.

Outro exemplo dessa confiança é em relação as flores.

As delicadas flores nos arredores de Viena possuem o mesmo sistema.

Você vai até a plantação, que geralmente fica a beira do caminho, leva o que quiser e deixa o dinheiro num potinho, caixinha ou qualquer lugar indicado.
E acredite! A maior parte das pessoas segue corretamente.

Já vi isso também com a venda de compotas, geléias e frutas frescas.

É lindo de se ver!!!

👍👍👍👍👍👍👍👍👍👍👍👍👍
👠👠👠👞👞👞👞👟👟👟👢👢👢👢👣👣👣👣👣
Outra característica bem interessante aqui é ver do lado de fora, nas portas, de vários apartamentos as pessoas deixando os sapatos.

Confesso que ainda acho estranho, mas você deixaria o seu lá fora!?

Eu não! E mesmo morando há anos aqui não faria isso.
Mas o gostinho de saber que se pode fazer disso é muito bom!

Só em relação as Bikes não podemos falar muito.

Essas são cobiçadas e roubadas em qualquer lugar. Inclusive a minha foi roubada no nosso prédio já dito no post anterior.

Fique triste, mas aqui quase todo mundo tem seguro de casa e esse cobre… ou seja um prejuízo a menos.

Mas a sensação de ser lesado é muito ruim!

E não fui a única e já conheço duas ou três pessoas que passaram pela mesma situação.

Um amigo inclusive encontrou a sua bicicleta roubada sendo revendida na loja de bikes ao lado no nosso escritório.

Ele não teve dúvida, chamou a policia, mas não deu em nada porque o seguro já havia pago o prejuízo.

E assim seguimos com as pequenas coisas que envolvem  a vida…

Na semana que vem o último post da série!
Beijos

Foto-65

Damasco vendido na porta de casa. Quem quiser levar é só colocar o dinheiro na caixinha.

Foto-64

Sapatos … Ainda não tenho coragem de deixá-los na porta de casa.

Foto-57

Caixa para colocar o dinheiro para levar o jornal.

Foto-58

Tirando o jornal no poste rs.

Foto-59

Retire as flores do campo. Tabela de preço.

Foto-60

Na prática

Foto-61

Levando pra casa.

Foto-62

Flores colhidas por nós.

Foto-63

A bike agora mora na varandado ap, já que no “bicicleteiro” do prédio uma foi roubada.

Texto: Kely Martins Bauer / Revisão: Cinthia Stylianou

Fotos: Kely Martins Bauer

kely Pelo Mundo

Veja também

Comentários

  • Reply
    Iana Leite Martins
    3 de setembro de 2014 at 8:56 am

    Como é bom conhecer um pouco dessa cultura e constatar que é possível estar em um ambiente onde tudo é feito para funcionar, independente de ter alguém ali fisicamente. Claro que sabemos que em um país equilibrado, as pessoas com suas necessidades supridas vão querer aproveitar o melhor que a vida pode oferecer: boa companhia, boa comida e bebida, boa música, boa leitura, esporte, lugares diferentes. Pude ter o prazer de estar um pouco na Áustria (dias inesquecíveis) e vi como há preocupação de se fazer bem feito, bonito, prático, agradável.
    Isso alimenta a alma… Seja feliz.
    Beijos

  • Reply
    Detalhes que falam 3/3 | Femme volátil
    9 de setembro de 2014 at 7:02 pm

    […] Detalhes que falam 2/3 […]

  • Deixe um comentário