25 de agosto de 2014 Por
0 Em Reflexões/ Viagens

Detalhes que falam 1/3

São nos pequenos detalhes que a gente percebe os valores de uma sociedade.

Apesar de morar há tanto tempo na Áustria, ainda me surpreendo com o comportamento das pessoas.

Aqui a palavra de ordem é confiança. Se faz o que é certo pelo simples fato de se fazer o certo.

É claro que existem aqueles que descumprem as leis, burlam o sistema e estão envolvidos em corrupção, há roubos, assaltos, assassinatos e muitas outras desgraças.

Eu mesma já tive o carro arrombado e bike furtada. Mas no geral a segurança é grande e ainda se espera que cada um faça a sua parte e cumpra suas obrigações.

Prova disso é o uso do transporte público. Existem algumas regras para levar bikes, cachorros, carrinhos de bebê e etc.

Aparentemente o serviço, até parece ser de graça. Não há catracas para entrar nos ônibus, metrôs ou bondes elétricos.

E por ser assim tudo tão livre, eu na minha santa ignorância, durante minha primeira visita a capital austríaca em 2005, deixei de comprar o ticket e achei verdadeiramente que era de graça… “Sabe de nada inocente!” (rs).

Dei o “calote” e passei o dia inteiro andando ilegal. Cheguei em casa e o Harry me perguntou se havia comprado a passagem, e com minha cara de espanto perguntei : – mas não é de graça!?.

Ele caiu na gargalhada e disse que cometi um pequeno delito. Nossa que vergonha! Nunca mais cometi a mesma falha.

Aqui o transporte público é barato e custa EUR 1,00 pra quem comprar o cartão anual. O sistema é integrado, ou seja, você paga só uma passagem independente de quantos transportes precise para chegar ao seu destino e pode ser usado o dia todo e todos os dias.

Para o turista ou pessoas que não usam sempre transporte público há outros planos; o mensal, o semanal, o diário ou o singular. Esse último te permite usar o cartão por até duas horas, os demais o dia todo.

Pra quem opta por outros planos que não o anual, o preço sobe significativamente. Mas ainda assim nada absurdo e se comparado ao nosso Brasil, ainda sai barato, dependendo do percurso.

Quando você vier a Viena nunca deixe de comprar seu ticket. Não faça como eu fiz. Calotar é ilegal e o risco de não cumprir a lei pode sair caro.

Isso porque de vez enquanto há controle.

Os fiscais entram a paisana no metrô ou no busão gritando: TICKET BITTE! (Bilhete de passagem por favor).

É engraçado ver a cena. Todo mundo abre a bolsa e mostra o documento rapidinho.

Se você não estiver acompanhada do ticket e tiver o plano anual é só informar o nome e mostrar a identidade que eles identificam no sistema em uma maquininha e te liberam.

Se você não estiver cadastrada (o) e nem com o bilhete, vai passar vergonha e terá que sair do trem acompanhada (o) da fiscalização, pagar EUR 100,00 e ainda o ticket singular da passagem que custa 2,20 euros.

Outra forma de fiscalização é quando você sobe a escada pra sair da estação e lá está um monte de fiscal, dessa vez identificados com um colete.  Não tem como você escapar da barreira.

Certa vez distraída, uma colega de trabalho, que anda com o ticket anual e não tem nada a temer, errou a direção do metrô e voltou pela escada no sentido contrário, nisso a fiscal saiu correndo atrás dela.

Silvia, sem entender nada, explicou a situação e mostrou o documento… certamente a  fiscal achou que era uma caloteira… tadinha.

Já outra coleguinha não deu sorte, estava sem o ticket, esqueceu de comprar. Ela usa o mensal que é válido do dia 01 do mês corrente ao dia 02 do mês seguinte. A fiscalização ocorreu no dia 03.

Por ser sempre super correta, mostrou desesperada,  ao fiscal os bilhetes dos últimos 6 meses, e disse ter esquecido de comprar o do mês, mas a explicação não colou.

A coitada teve que pagar multa na hora. O fiscal a acompanhou até o caixa eletrônico mais próximo para receber o dinheiro.

Ela chegou irritada e esbaforida no trabalho. Indignada contou a história, mas no fundo sabia que estava errada. Bichinha.

Estava ilegal… e aqui não tem xorumelas… Errou… Pagou!!! Caro por sinal.

Bom! Vou ficando por aqui.

No próximo post vou compartilhar mais detalhes da cultura de confiança austríaca. Espero que goste.

beijos e até o próximo post!

image

Controle na estação de metrô

Estamos em Viena sim, mas nã uso burca galera! Rs

Estamos em Viena sim, mas não uso burca galera! Rs

image

Metrô

image

Escadarias na estação de metrô

 

image

Trem de superfície ou bondinho elétrico

Texto: Kely Martins Bauer / Revisão: Cinthia Stylianou

Fotos: Kely Martins Bauer 

 

kely Pelo Mundo

Veja também

Comentários

  • Reply
    Iana Leite Martins
    25 de agosto de 2014 at 9:26 am

    Tive a felicidade e conhecer um pouco dessa realidade, e posso dizer que nos países desenvolvidos a rotina é preparada para fazer a vida das pessoas funcionarem bem. Sentir o bem estar em qualquer lugar.
    Bjs.

  • Reply
    silviaponchon
    25 de agosto de 2014 at 3:23 pm

    Hahaha esse povo distraído em Viena só passa vergonha! rsrs

  • Reply
    Detalhes que falam 3/3 | Femme volátil
    9 de setembro de 2014 at 7:02 pm

    […] Detalhes que falam 1/3 […]

  • Reply
    Compras? Como transportá-las? | Femme volátil
    20 de outubro de 2014 at 3:03 pm

    […] é, o transporte público em Viena é muito bom como disse aqui. E por ser tão funcional optamos por ter só um carro, afinal o acesso ao meu trabalho é […]

  • Deixe um comentário