21 de agosto de 2014 Por
0 Em Reflexões

Achados e perdidos

Foto-56Me fascina a honestidade dos austríacos.

Essa semana comprei um creme, com um precinho um pouco salgado, para os cabelos e um creme para o corpo.

Já era final de expediente e eu super cansada, louca pra ir para casa, mas ainda com uma pequena lista de coisas para fazer.

Paguei por tudo e fui embora.

No dia seguinte fui usar os produtos e cadê!!?

Não os achei.

Parei um pouco e refiz mentalmente a rota do dia anterior e imaginei que nem cheguei a levá-los pra casa.

Imediatamente voltei a loja e para minha surpresa eles estavam lá, no balcão do caixa que eu havia pagado.

Expliquei a situação e a atendente gentilmente me entregou tudo com um simpático sorriso no rosto.

Mas essa não foi a primeira vez que passei por uma experiência como essa.

Meses atrás esqueci o meu cartão de débito em uma drogaria da mesma rede.

Só que demorei uns 3 dias para perceber o sumiço do cartão, e quando voltei ao estabelecimento, me de devolveram sem complicação, apresentei apenas minha identidade.

Aqui casos como estes, são bem comuns e até as mínimas coisas é possível ganhar de volta.

Quando criança sempre ouvi aquela frase.: “Achado não é roubado quem perdeu é relaxado”, mas aqui não.

As pessoas sempre procuram deixar o que foi perdido num lugar a vista para que quem perdeu, possa buscá-lo.

Logo que cheguei aqui esqueci rolo de papel de presente no ônibus e consegui resgatá-lo, além de telefone em loja.

Tudo sem perdas.

Ufa por sorte, mas acho que preciso prestar mais atenção rs!

Foto-2Mas não só perdi coisas.. também achei 2 telefones, um num taxi e outro próximo ao caixa eletrônico e fiquei muito feliz por ter conseguido devolvê-los aos respectivos donos.

Achados e perdidos – Se você esqueceu algo no metrô ou ônibus tem ainda a chance de procurar na estação de metrô ou esperar 3 dias e tentar localizar na central de achado e perdidos.

Uma amiga esqueceu uma pasta com todos seus documentos inclusive seu passaporte, lembrou que poderia ter deixado numa estação de metrô.

Voltou correndo e lá mesmo a encontrou.

E se a gente for pesquisar não somos as únicas.

E você já teve sucesso em achar algo que já julgava ter perdido!? Ou ter encontrado algo de alguém e ter devolvido?

Compartilhe sua história com a gente.

Bom! Outros detalhes sobre o comportamento e valores dos austríacos conto nos próximos 3 post.

Até segunda- feira e um ótimo final de semana cheio de achados pra você.

Beijinhos

kely Pelo Mundo

Veja também

Comentários

  • Reply
    Delma
    21 de agosto de 2014 at 7:55 pm

    Eu, certa vez, nos EUA experimentei um anel em uma loja de departamento e retirei minha aliança de brilhante. Não comprei o anel e esqueci de recolocar a aliança deixando-a sobre o balcão onde se encontravam os outros. Fui pra casa e somente à noite percebi que estava sem minha aliança. Pensei, está perdida, mas qual nada, dia seguinte resolvi voltar à loja e lá estava minha aliança no lugar onde a deixei. Que alívio!
    Sou mestre em perder anéis. Em Curitiba, indo para o trabalho tirei os anéis para passar creme nas mãos e os coloquei no colo. Ato falho, esqueci que havia tirado, saí do carro e fui trabalhar. Lá pelas tantas olho para a mão e lá se foram meu solitário, comprado com meu primeiro salário à duras penas e minha aliança de brilhantes recebida quando do nascimento do meu filho! Claro que nunca mais tive notícias deles, isso porque caíram na portaria do prédio onde trabalhava à época. Aqui no Brasil o que vale é “achado não é roubado, quem perdeu é relaxado”, infelizmente.
    Agora estamos vivendo os momentos que antecedem as eleições em nosso País e você me pergunta o que isso tem a ver com achados e perdidos? Pois é, parece que não tem nada a ver, mas como é que vamos eleger pessoas honestas se somos desonestos, se pegamos o que não é nosso, se encontramos algo que não nos pertence e já tomamos posse como nosso fosse, se pedimos atestados médico quando nem doentes estamos e por aí vai.
    A mudança precisa começar em mim, para que eu possa mudar o mundo ao meu redor.
    Se queremos um Brasil melhor, precisamos rever nossos valores. Falei demais, desculpas.
    Beijão Kelly

  • Reply
    Iana Leite Martins
    25 de agosto de 2014 at 9:19 am

    É verdade Delma. Como é bom estar em um ambiente de honestidade. Muitas posturas no Brasil como o famoso “jeitinho brasileiro” só atrasa nosso país.
    Bjs.

  • Reply
    Anônimo
    25 de agosto de 2014 at 1:06 pm

    Kely, muito legal esta sua iniciativa de mostrar como funciona a vida na Áustria. Vá em frente.
    Postei um comentário no artigo “Achados e Perdidos” e não mais o encontrei aqui. Devo ter “perdido”. kkkkkk Beijos carinhosos.

  • Reply
    Detalhes que falam 3/3 | Femme volátil
    9 de setembro de 2014 at 7:02 pm

    […] Achados e Perdidos  […]

  • Reply
    Fernanda Glaser
    13 de setembro de 2014 at 3:32 am

    Infelizmente não tive tanta sorte como vc! É a segunda vez que perco coisas no Schnellbahn aqui em Viena! A primeira vez, minha bolsa, com tudo dentro! Eu tinh esperança de pelo menos recuperar os documentos, mas depois de um mês ligando diariamente no serviço de achados e perdidos da ÖBB e da cidade… Nada! E agora, a mochila escolar do meu filho! No entanto, já passei pela experiência de achar objetos perdidos por mim em transporte público no Brasil! Gente boa e gente ruim tem em todo lugar!!

    • Reply
      Kely Martins Bauer
      16 de setembro de 2014 at 5:49 am

      Fernanda, concordo que tem gente Boa e ruim em todos os lugares. Eu mesma já esqueci óculos da Yves Saint Laurent no cinema em Brasília, fui no Dia seguinte na bilheteria e recuperei. Uns dias depois esqueci os mesmos óculos no escritório e nunca mais vi. Questão de sorte, muitas vezes. Beijos K.

    Deixe um comentário