26 de maio de 2014 Por
0 Em Reflexões/ Viagens

Acessórios de viagem e as “surpresas” culturais.

Quais acessórios que nós mulheres devemos levar em viagens?

Foto-37Bom, além dos óculos escuros e das roupas apropriadas para a estação do ano do lugar que você vai visitar, a minha dica é:

Pashmina e impreterivelmente um biquíni.

A pashmina é apropriada na mala o ano inteiro. Isso porque o tempo pode virar e ela vai te salvar de passar frio, mesmo quando a previsão indica dias ensolarados e com possíveis pancadas de chuva.

Pelo  menos aqui na Áustria, essa “pancada de chuva” pode derrubar qualquer um, pois ela pode diminuir a temperatura em até 10 graus, o que é bastante, mesmo no verão tórrido. E lá vai ela, a bendita pashmina te ajudar nessas horas. Ela também serve para você usar como “tapetinho” para sentar na grama de um parque no verão, ou  quem sabe se cobrir nos dias extremamente ensolarados de rachar qualquer cuca.

E é claro, ela é para ser usada também como do modo convencional, te aquecendo nos dias frios ou até mesmo te proteger num ambiente com ar condicionado excessivo.

Se você for visitar uma mesquita ou qualquer outro templo religioso e estiver com pouca roupa, o tecido pode te dar uma mãozinha, te permitindo se cobrir e estar adequada para a ocasião.

Sem contar ainda que o tecidinho, principalmente na primavera e verão, pode proteger suas narinas do desagradável odor de certas pessoas ou de certas estações de metrô, caso você use transporte público, pois aqui fede…

 Agora o mais legal é o biquíni.

Esse sim você deve levar na mala até quando for  inverno.

Isso mesmo! Soa muito estranho, mas morando na Áustria você descobre que mesmo num inverno rigoroso é necessário levar biquíni às viagens.

E agora pasme!  O apetrecho deve se levar especialmente se o seu destino for nas montanhas para esquiar.

Sabe o por quê? Calma que eu explico: porque certamente você corre o risco de ir a um hotel com piscinas termais  e cobertas ou em áreas de Wellness (ou mais conhecido como Spa), daí o traje de banho será de suma importância!

Mas atenção! Geralmente nos países mais para o leste e norte europeu não se usa biquíni para fazer sauna.

Foto-36

Isso mesmo! Os desavisados, neste caso eu me incluo, que vem do país do Carnaval, extremamente conservadores, podem levar  um susto ao ir à sauna e dar de cara com uma plaquinha informando que uma das peças inadequadas para o ambiente é exatamente o grande vilão, ele: o biquíni.

Lá… ou melhor por aqui, se faz sauna pelado.

Exatamente! Pe-la-do!… você não leu errado.

Aqui todo mundo entra na sauna como veio ao mundo. Isso significa que você encontra os hóspedes do hotel ou até seus amigos e familiares todos pelados tomando uma sauninha.

A cena pode ser no mínimo hilária e constrangedora.

Confesso que, a primeira vez que fiquei sabendo disso, entrei em pânico. E descobri isso de  forma interessante: Uma  amiga do meu marido me convidou para fazer uma sauna e eu gentilmente aceitei, mas saindo de lá informei a ele que não tinha biquíni para ir a sauna e que deveria comprar um.

Ele me olha com a cara de espanto e me pergunta:

– Pra que Biquini?

E eu respondo mais assustada ainda:

– Ué, para ira a Sauna. Não!?

Harry rindo me informa que aqui se faz sauna pelado.

Eu Foto-33cai na gargalhada, só de imaginar a cena. E lógico, constrangida de pensar que logo teria que enfrentar a situação.

Mas como sou adepta de dançar conforme a música, resolvi me informar um pouquinho mais sobre o assunto e felizmente descobri que posso fazer a sauna de toalhinha, desde que ninguém me veja de biquíni por baixo e me denuncie. Heheheheh

Para mim não há nenhum problema em ver as pessoas com suas partes intimas expostas, mas as minhas não me sinto à vontade para deixar  à disposição dos olhos alheios, ao vento, ou melhor ao calor da sauna.

A cena é sempre constrangedora e um tanto ridícula.
Eu particularmente tento fixar meus olhos … nos olhos das pessoas. Mas como o olho do ser humano é curioso, o inevitável acontece.

É  impossível não fazer aquele olhar, quase Raio-x, na pessoa que entra no recinto ou mesmo naquelas que já estão lá.

Apesar de já ter feito algumas saunas, porque a primeira foi a pior e inesquecível, ainda acho meio estranho.

Para mim, o pior é ver na recepção o povo todo vestidinho à noite depois de terem compartilhado a sauna e nem se quer falando uns com os outros. Bom, neste caso… é melhor mesmo cada um ficar na sua… rs.

Outro ponto que chama atenção é quando você senta num ambiente dentro da piscina e do lado de fora consegue observar e ver um monte de gente saindo da  sauna de uma vez.

Claro que o pessoal sai tranquilamente e andando na neve na sua forma mais natural com tudo exposto….. Aff, não dou conta e é risada na certa.

Se para mim foi um choque cultural, fico só imaginado pra quem vem de países mulçFoto.PNG-4umanos ao serem confrontados com isso assim…  de supetão.

Mas como se diz … em alemão: “Andere  Länder, andere Sitten; o que traduzindo significa “outros países, outras condutas” só me resta aceitar e dar gargalhadas

E assim sigo, vivendo e aprendendo a cultura por aqui; mas cá pra nós… meu biquininho está sempre lá do ladinho afinal  “sou brasileira e não desisto nunca”. rs
Beijos e até a próxima!

 

Texto: Kely Martins Bauer / Revisão: Cinthia Stylianou

Imagens: Internet. Se alguma foto for sua e você deseja que ela seja creditada ou removida, por favor entre em contato. Iremos atender sua solicitação o mais breve possível. Obrigada.

kely Pelo Mundo

Veja também

Comentários

  • Reply
    Lucia Castelo Branco.
    28 de maio de 2014 at 2:14 pm

    Já que você vai à sauna na Europa, bem podia ter ido à praia de nudismo na Paraíba. rsrsrs

  • Reply
    Sarah Bontempo
    9 de junho de 2014 at 1:51 pm

    hahahahahahaha! Essa história foi a melhor!

    • Reply
      Kely Martins Bauer
      14 de junho de 2014 at 10:36 am

      Que bom que você gostou, mas é assim fazer o que!!! Rs beijos

  • Reply
    Receita para ser feliz: serve até ficar pelada na janela | Femme volátil
    20 de junho de 2014 at 5:37 pm

    […] de ficar pelado ser uma prática bem normal na Áustria, se quiser saber um pouquinho clique aqui , eu não recrimino e até entendo o desespero moça, porque se eu fosse austríaca até faria o […]

  • Reply
    Compras? Como transportá-las? | Femme volátil
    20 de outubro de 2014 at 3:03 pm

    […] a Deus não é todo dia, mas para superar os momentos dramáticos a saída é usar minha cheirosa paschimina. rs. Nessa hora penso em um carro só pra […]

  • Reply
    Somos todos jovens: o amor em qualquer idade | Femme Volátil
    17 de junho de 2015 at 9:50 am

    […] andar com um monte de gente, ser esmagado no vagão nos horários de pico, e ainda sentir o fedor que as pessoas exalam, especialmente no verão. Para nossa alegria, os trens mais novos já tem ar […]

  • Reply
    O amor não envelhece | Puta Letra
    24 de junho de 2015 at 11:41 am

    […] andar com um monte de gente, ser esmagado no vagão nos horários de pico, e ainda sentir o fedor que as pessoas exalam, especialmente no verão. Para nossa alegria, os trens mais novos já tem ar […]

  • Reply
    Estônia um paraíso medieval. | Femme Volátil
    15 de julho de 2015 at 5:49 pm

    […] de higiene – Antes ou depois da sauna, lembrando que sauna aqui se faz pelado, se toma uma chuveirada e depois se vai para a piscina. A sauna era só para mulheres e todo mundo […]

  • Reply
    Provance e cotê d´Azur – 2/4 | Femme Volátil
    22 de julho de 2015 at 5:38 pm

    […] isso minha dica do xale sempre entra aqui. Nada como se cobrir para atender as exigências de certos […]

  • Reply
    Provence e Cotê d´Azur – 2/4 | Femme Volátil
    25 de julho de 2015 at 3:41 am

    […] isso minha dica do xale sempre entra aqui. Nada como se cobrir para atender as exigências de certos […]

  • Reply
    Dicas sobre férias de verão na Áustria | Femme Volátil
    29 de julho de 2015 at 9:52 am

    […] austríacos são fabulosos. Agora, se você for pra sauna, lembre-se de que aqui não precisa de biquíni, porque se faz […]

  • Deixe um comentário